O Concreto é Subliminar

O Concreto é Subliminar

A vida apresenta uma infinidade de oportunidades de nos conectarmos com tudo aquilo que existe de mais valioso e intenso na vida de cada um de nós, ainda que não aproveitemos essas oportunidades para nos conectarmos, tudo que é especial e valioso continua existindo, se faz presente nas entrelinhas da vida, nos detalhes, nos pequenos sinais que a vida nos dá, com naturalidade e pureza, fazendo sentido ao coração, silenciosamente no aguardo do nosso melhor momento, no aguardo do momento que mais nos fizer sentido essa conexão, para que então possa nos guiar na escuridão das incertezas como a certeza de uma luz.

Você acredita que as conexões estão presentes em nossas vidas nos momentos que não estamos atentos a elas? Acredita que nos mantemos conectados ainda que não possamos perceber esta conexão?

Quando nos voltamos para dentro, nos encontramos com nossa essência, nossa verdade, nosso nível mais profundo e intenso, que pouco exploramos, estamos realmente sozinhos? E se a divindade do homem estiver escondida em seu próprio ser, em seu nível mais profundo e inexplorado, onde possa servir de combustível para a nascente de seu poder, subliminar à sua consciência, para que sua psique permaneça no controle, isso faria sentido para você? Traria respostas para as perguntas que você ainda não se deu conta que precisa fazer a si mesmo?

É preciso ser grato à tudo que temos, porque tudo que temos é o que somos e tudo que somos é o que nos tornamos por meio de tudo que armazenamos enquanto caminhamos, sendo que tudo que armazenamos e que é realmente concreto é tudo aquilo que podemos levar no coração, porque o concreto não é visível aos olhos nem palpável às mãos, se conecta com o coração.

Quanto você agradece às suas conexões? Quanto é grato à tudo que tem de concreto nos momentos que não necessita de nada concreto? Agradecer faz sentido para você, se nada existe de concreto?

Perguntas necessitam de respostas ou se conectam a elas? Este texto é uma loucura lúcida ou uma lúcida loucura? De fato, apenas a consciência de que as respostas sempre se encontram dentro de nos, perdidas na imensidão de nosso ser, à nossa disposição sempre que dispostos, naveguemos em direção à nossa luz! Não a enxerga? Conecte-se à ela que ela te guia!

Sinta verdadeiramente a sua luz que ela te conduz, porque sentir é o caminho e no caminho agradeça, porque assim ela brilha!

Gratidão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *